Miguxês Translator Tabajara

Me preocupo com a nossa língua portuguesa (não porque acabei de cometer um erro escrachado nessa última frase - o qual aposto que quase ninguém no planeta terra perceba - só esse desesperado que vos escreve mesmo).

Quando dei aula para a galerinha entre seus 18 e 20 anos, fiquei simplesmente estarrecido. A quantidade de vícios de linguagem que a internet empurrou güela-abaixo para esse pessoal é enorme. É a primeira geração que aprendeu a ler e escrever praticamente com o único objetivo de conversar nos sistemas de mensagem instantânea pela internet ou para colocar descrições bonitinhas nas suas fotos on-line.

E isso estragou os coitados. Tive que descontar muita nota em prova e trabalhos que carregavam toneladas de “c” reprensentando o “você”, o qual, por si só, já teria alguma redução de nota pela minha professora do primário.

Os erros são de matar. A maioria cai na lei do menor esforço (“quanto menos eu escrever, melhor” - ou algo como: “qto - eu escrvr, mlhr”). Mas outros caem na total falta de aprendizado ao replicar sons - muitas vezes incorretos inclusive. Como o “se” virando “si”, “fará” virando “farar”, “nós” virando “nóis” e o clássico “mas” e “mais” que depois de 2 anos e mais de 600 alunos até eu fiquei meio perdido.

Há aqueles que apoiam o “movimento” ao afirmar que faz parte da “dinamicidade das línguas”. Independente disso, como possuidores de um português arcaico, vamos tocando. Inclusive o movimento tem até nome. É o Miguxês.

Não deixe de checar também o Miguxês Translator Tabajara (ou também chamado de Miguxeitor) . Com ele, Machado de Assiss pode ficar lindo assim:

viVaH pOIxXx a HiStORIAh…a VoLUvEU HISTorIAh kI DAh prAH tuDu; I…TORnAnU A IDeah FIxXxaH…diREI kI Eh Elah a kI faixXx UxXx VARoExXx FOrtIxXx i UxXx DoduxXx; A IDEAH MObiu…vAGaH Ou fURTaH-Kor Eh a ki FAIxXx UxXx klaUdiuxXx…– FoRmUlAh sUeTONiU……

Obrigado ao blog da Carol Leslie pelo maravilhoso insight!

Tiago Luchini · 8 Jun 2007 · comedy